Irmãos de alma

Todos nós já ouvimos em alguma fase da nossa vida, família não se escolhe é nos imposta.
Posso dizer que embora em parte concorde, não o posso fazer a 100%, acredito no nosso poder de escolha em tudo que tenha a ver directamente com a nossa vida, e escolha da família, de quem nos acompanha directamente é uma delas.
Poderia expor aqui um texto onde baseio estas certezas, mas sinceramente não me apetece escrever sobre isso agora.
Apetece-me honrar amigos de alma, aqueles que primam pela qualidade e não pela quantidade. Aqueles que estão lá quando precisamos, seja para nos passar a mão pela cabeça, ou para nos dar na cabeça isso não importa.
Que podem estar sem dar ou receber notícias por dias, meses, anos, mas que quando existe o reencontro a força é a intensa, as saudades muitas, mas o coração e os sentimentos estão como se nos tivéssemos separado a minutos… segundos.
Tenho alguns amigos na minha vida em patamares diferentes, é verdade, mas sou abençoada pela qualidade de amizades que tenho.
Mas de alma, daqueles que sangram por nós tal qual ferida aberta no peito quando estamos mal, ou que riem não porque gozam connosco mas sim porque dividem tudo… tenho dois.
Dois loiros, dois amores, duas metades da minha vida que não só a complementam… completam-na! Sou das que acredita em almas gémeas, mas não de uma forma romântica, de uma forma sensorial pode-se dizer, e eles são junto com o ser mais importante da minha vida as minhas almas gémeas.
Juntos já choramos a rir, já rimos a chorar… já sentimos raiva… já ficamos apáticos… já sentimos o coração saltar uma batida porque sentimos que o outro não estava bem.
Criamos uma empatia perfeita de primeira vista, um primeiro encontro que não foi um conhecimento foi um reencontro…
Uma sintonia perfeita que me faz acordar muitas vezes pela manha, sorrir a madrugada e dizer sim a vida pode tirar muita coisa mas dá tanta mais…
Porque bem lá no fundo a vida é feita disso mesmo…. de pequenos perfeitos milagres!

Advertisements

Posted on November 5, 2010, in Uncategorized. Bookmark the permalink. 6 Comments.

  1. Isto é o que eu chamo de riqueza!

    Like

  2. :)Acredita que sou mesmo!
    Beijo

    Like

  3. Estupida, fizeste-me chorar…Amo-te, sis!

    Like

  4. Não era para te fazer chorar amor!
    Beijos minha loira amo-te

    Like

  5. Existem sim esses chamados irmãos nas tuas palavras, até esta data eu chamava sempre de melhores amigos ou incondicionais amigos mas assim está mais bem expresso, gostei,
    Beijos

    Like

  6. São reliquias a serem estimadas 🙂
    Beijos

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: