Força das palavras!

As palavras têm força, isso não é penso novidade para ninguém. Aliás prefiro mil vezes levar uma bofetada na cara, que ouvir certas coisas que já ouvi e que vou continuar com toda a certeza a ouvir.
Não me levem a mal, não estou aqui a fazer de mim uma desgraçadinha, muitas dessas palavras foram provocadas por mim, e quando uma pessoa é como eu sou bastante controversa e com ideias muito próprias, ou mesmo uma pessoa que defende os seus pensamentos ideias e ideais conforme eu isso é normal.
Sou também alguém com a língua bastante afiada, já magoei muito com palavras, quem merecia e quem estava apenas no momento errado à hora errada do meu lado.
Enfim são coisas que acontecem não só a mim mas a todos nós.
Acredito que as palavras têm poder, magia e que levam muito da nossa energia quando proferidas com alma e coração, por isso tento, e reformulo o tento, ponderar bastante o que digo…como digo… e o que de mim coloco quando o digo.
Gosto de palavras, de as escrever, de as ler, de as ouvir… gosto do som de certas palavras, do sabor que deixam na boca quando proferidas… adoro a energia que se recebe delas… a energia que se liberta por elas.
Das palavras que mais gosto, e são muitas, mas aquela que considero uma das mais fortes é QUERO-TE, quando proferida com alma, com garra, com fúria… com todo o nosso ser com o que acreditamos, é muito poderosa. Tão poderosa que pode ser ouvida não só com os ouvidos mas com a alma.
Ouvir essa palavra, nos braços de quem gostamos é melhor ainda, e este sábado ouvi isso, após uma partilha de algo especial, sim porque as partilhas não são apenas a sós, mas em grupo. Quando quem está do nosso lado nos pede para dividir a vida, o lazer os amigos, é uma boa prova.
Não sentir do outro lado constrangimento, por lá estarmos mas prazer é melhor ainda… sentir que querem a nossa presença, que a desejam, que apreciam é muito reconfortante, deixa-nos quentes, como se uma pequena fogueira se acendesse no nosso coração e algumas dúvidas que todos temos desapareçam.
E se no final de um dia perfeito, com encontros e reencontros, com colo, com troca de emoções… se há noite… o homem que desejamos nos abraça, nos olha nos olhos e depois de um aperto mais sentido mais forte…. Nos diz: “Quero-te, és muito importante para mim, Amo-te tanto!”, não podemos deixar de ir com um sorriso nos lábios e um lume quente no coração.
E se por um lado, sou aguerrida, sou céptica com a vida, sei com a certeza que vem da alma, que se as coisas podem não durar para sempre devem sempre no mínimo ser aproveitadas… Saboreadas!

Advertisements

Posted on November 29, 2010, in Uncategorized. Bookmark the permalink. 14 Comments.

  1. Essa palavra quando dita ou ouvida com toda a intensidade, ou seja quando é mais que apenas uma palavra, é daquelas coisas que não se esquecem e que tem que ser vivida intensamente nesse momento seja a hora que for.
    E é um momento que, aconteça o que aconteça no futuro, nos marca e fica para sempre na nossa memória.
    Adorei
    Beijo sentido

    Like

  2. Sem dúvida por isso penso que se deve ter tanto cuidado quando se proferem certas palavras.
    beijos grandes

    Like

  3. Podia começar como o Outro: “no princípio era o Verbo”…:)

    As palavras somos nós. Simples. E assim magoam ou dão prazer. A quem as diz. A quem as ouve.

    Quero-te. A forma mais bonita de exprimir sentimenos e desejos. Nunca ler a letra. Um forma de possessão sem possuir. Antes uma comunhão.

    Utena: Quero-te o melhor para ti.

    Like

  4. M. é das palavras que mais força tem, mas que mais mal entendida é infelizmente.
    O querer é dar mais do que possuir.
    Quero-te o igual para ti… mais em dobro!

    Like

  5. Vou buscar inspiração e já venho que aqui há muita voltagem…Vou meter-me com alguém e já volto…
    Beijo temporário*

    Like

  6. Mas volta mesmo Tilida… Volta que eu gosto de te ler e dos teus comentários
    🙂
    beijo de até já

    Like

  7. Desta vez não andas descalça sobre a areia, mas pelo contrario as tuas palavras colocam-te sobre o fio da navalha, ou quem sabe uma viagem ao ponto de fuga.

    Logos e Praxis

    Like

  8. Sempre achei cobarde quem se esconde atrás do anonimato. As tuas palavras e os teus comentários resalvam mais isso que outra coisa qualquer.
    Não tenho medo de me assumir faz o mesmo talvez aprendas algumas coisa.

    Like

  9. Utena
    Depois de ler um comentário na net que a autora deste blog produziu, o qual me chamou a atenção, a minha curiosidade levou-me até “aos meus idealismos.
    Depois de ter emitido 3 ou 4 comentários, um dos quais talvez desmiolado, sou recebido pela autora deste espaço, não compreendo o porquê nem a razão, com uma serie de adjectivos qual deles o mais reconfortante.
    Acho que nunca fui desagradável, nem tinha de o ser, mas lá por exprimir qualquer diferença de entendimento com a realidade, seja ela cor de rosa ou cinzenta, não faz de mim o sujeito detestável que a Utena descreve.
    Relativamente ao aprender alguma coisa, obviamente, lá dizia o defunto Lenine “aprender, aprender sempre”.
    Sobre o anonimato provavelmente nessa matéria, estamos de acordo em que desacordamos.A net para mim não é nenhum fim em sim mesmo,eu prefiro as mascaras de Veneza ou seja a belissima crueldade da realidade, o que não invalida, sempre que tenho disposição e paxorra, que por vezes encontre textos e prosa magnifica, essencialmente escritos por mulheres,ou que se dizem mulheres, que nos provoca momentos de reflexão e direi mesmo de “prazer” , porque pura e simplesmente pensávamos que tal não existia ou que tal não era possível…
    Sabe Utena, de uma forma ou de outra as MULHERES no fim de tudo, acabam sempre por “ganhar”.

    Tenha uma boa semana de trabalho e não seja tão cinzenta.

    Logos e Praxis

    Like

  10. Infelizmente estamos em desacordo em algumas coisas, uma delas é os adjectivos que supostamente diz que o chamei.
    Chamo a mascara por detras da qual se esconde.
    Não gosto que estejam sempre de acordo comigo, aliás detesto o abanar sistematico de cabeça, apenas acho que alguns dos seus comentários conforme os colocou foram de mau tom.
    Não o chamo detestavel, se achasse conforme pode ter verificado, coloquei os comentários sobre aprovação, e se tal fosse verdade não os publicaria aqui.
    Já que gosta de frases celebres deixo uma da minha avo que acho adoravel, “Quem diz o que quer arrisca-se a ouvir o que não quer” neste caso a ler.
    Não sou das que gosta de ganhar por ganhar, gosto de me sentir em pé de igualdade, e o esconder por trás de mascaras para mim é enervante.
    Quanto ao ser cinzenta é a segunda vez que mo chama, não sou!
    Sou apenas uma mulher do norte que foi ensinada a responder ao pé da letra.
    Volte quando quiser com os comentários que quiser, mas depois não leve a mal as minhas respostas, não sou de colocar panos quentes.
    Sou mesmo assim sem mascaras ou sem anonimato.
    Boa semana de trabalho.
    Será Logos ou Praxis?

    Like

  11. Eu vi logo mulher do norte…Carago!
    Utena sabes que acho que às vezes dá-mos demasiada importância às palavras,eu própria o faço mas,depois,verifico que a maioria das pessoas não faz o mesmo e fico desiludida…
    Também me acontece,por ser instintiva,magoar com palavras quem não merece e,pior,quem não me magoa a mim…Essas palavras que tu citas no teu texto,são obrigatórias e são para se dizer…
    Eu gosto de brincar com as palavras,acho que me dou bem com elas e elas comigo…
    E,agora a desproposito,eu gosto de colo,de mimos,festinhas,beijinhos,lambidelas, mordedelas,…que me façam as vontadinhas todas que eu sou mimada e mimalha,sem qualquer hipótese de recuperação….Em contrapartida,devo dizer-te que sou uma encomenda jeitosa,na intimidade só digo coisas sem sentido,completamente estúpidas e desprovidas de sensatez;mas que resulta ai isso resulta!
    Tu também me saíste cá uma depravada…
    Beijos anónimos e sem código postal*

    Like

  12. As palavras certas, no momento certo, fazem toda a diferença 🙂
    Tal como tu, sou frontal, preto no branco. Tal como o amor, amo ou não amo. Digo ou não digo. O mais ou menos, para mim, não existe!
    Beijinho e parabéns pelo blog 🙂

    Like

  13. Tilida, damos bastante importancia as palavras porque para nós são de supra importancia.
    Infelizmente as pessoas tendem a banalizar o som a força com que ele pode derivar a nossa energia. Se ficassem sem voz durante um ou dois dias muito provavelmente dariam mais valor ao que tenhem.
    Quantoa ser depravada sou… e gosto
    Beijos a rir a gargalhada

    Like

  14. Olá Sofia bem vinda.
    Sim sou assim mesmo 8 ou 80, meios termos apenas e somente quando a obrigação assim o exige e nós sabemos que as vezes temos de os usar.
    Obrigada pelo comentário
    Beijinho e volte sempre

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: