Definitivamente…




Está definitivamente decidido… vou começar a dedicar-me ao macramé!
Estou farta de dar murros em pontas de faca… de lidar com gente derrotada à partida que baixa os braços e levanta os ombros no sentido de não vale a pena… de não lutar pelo que quer… pelo que deseja.
Ando saturada de genteca baixa… pequena…medíocre… que se esconde por detrás de desculpas de merda… de justificativas podres e efémeras que lhes dão um motivo para não arregaçar as mangas e deitarem mãos a obra.
Tenho orgulho no meu país e digo bem alto qual a minha nacionalidade quando me perguntam sem me sentir envergonhada ou rebaixada por isso… mas ando sinceramente a chegar ao meu limite de paciência com a bosta que se vê e se ouve por ai.
Quando andava na escola uma das coisas que tinha dificuldade de entender era a poluição sonora e visual… não entendia para mim naquela altura tudo o que tinha a ver com poluição envolvia fumo… lixo… era palpável.
Hoje com a quantidade abstracta e ridícula de porcaria que por aí vai entre telejornais fantasiosos, notícias escabrosas e excessivas… revistas e jornais que ao em vez do que interessa trazem na primeira página as aventuras sexuais dos gnomos da Patagónia… programas cor-de-rosa acinzentado cuja finalidade é driblar a atenção das mentes já limitadas do que anda por aí do que realmente interessa.
A ganância de audiências… de tentativas idiotas de ganhar ao outro de forma sórdida e peçonhenta é de tal forma grave que ninguém se preocupa na verdade dos factos… na certeza da ocorrência.
Se nos dermos ao trabalho de ouvir uma noticia num canal o mais provável é no primeiro ter sido um acidente com dois carros e uma vitima, no segundo já temos 2 carros, 3 vitimas e um autocarro cheio de invisuais a caminho de uma excursão, no terceiro a juntar a isso temos o derrame químico de uma massa de tomate fora de prazo e no quarto o provável é isto tudo ter sido causado com base num ataque terrorista.
Como podemos nós ter confiança na classe que supostamente existe para trazer a luz do conhecimento publico a verdade… a certeza do que acontece… a realidade pura e dura do que realmente se passa?
Estou cansada palavra de honra que estou de ouvir falar em PEC, em TROIKA em contractos em dificuldades… em aumentos… no que vai ser difícil… no que vamos passar!
Já ouvi admirem-se alma incrédulas pessoas a defender-me o nosso PM demissionário (como quem diz o cobarde rato que fugiu do navio), porque ele queria evitar o que se está a passar… que coitado o que queria fazer é o que os “estrangeiros vêm agora para cá impor! Como se isto fosse deles!”
ACORDEM POR AMOR DA SANTA… deixem de se assumir senhores e acima de quem seja!
NEWS FALSH? Mesmo que o nosso “Querido” PM fosse dar o cú para a esquina nos safava no estado da nação como estava da Banca Rota… e sabem que mais a medidas que nos impõem já há muito deveriam ter sido tomadas se os comandantes mandatários deste país tivessem tido os c@lhões para o assumir.
Mais uma novidade não vá fossem andar a dormir? O PEC não trazia atrás na algibeira os quase 80 mil milhões que os “estrangeiros” trazem…se vamos pagar por isso? Vamos mas de qualquer maneira outra coisa não se podia fazer.
Por isso parem de chorar sobre o leite derramado! Agarrem-se a teta da vaca e tornem a mugir a rapariga de cara alegre e vontade de fazerem pelo menos pela primeira vez na vida algo sem pensarem no que vão lucrar com isso.
Façam por vocês pelos que ando de vir… ensinem os mais novos que as coisas não caem das árvores que para se ter não tem de ser porque o vizinho têm mas porque se lutou para o alcançar!
E de uma vez por todas parem de culpar os outros a merda a que chegamos… o esgoto em que nos metemos.
F@da-se não foi por culpa minha e nem por isso me vêm para aqui armada em Santa Maria das lágrimas redentora a apontar o dedo e a bater no peito.
É cansativo ouvir ás aves agoirentas que abundam por este país fora atrás de carniça… se não causam pânico de uma maneira temos de causar por outra…
Pela ultima vez acordem para a vida… vão ser tempos difíceis é só o que ouço… vão pois no entanto continuamos com os hotéis cheios nas férias… as tolerâncias de ponto… as greves e as manifestações que apenas servem para fugir a mais um dia de trabalho… para se chegar mais rápido e com menos esforço ao fim do mês.
Considerem a isto uma chamada barulhenta para a realidade.
Eu já acordei a muito… e juro que começo seriamente a ponderar começar a dizer:
“Sim sou Portuguesa mas com descendência alemã! Pelo menos eles demonstraram que por mais que tenham chafurdado na merda souberam sempre arranjar forma sem se chorarem e lamentarem de sair dela!”
Namasté!
Advertisements

Posted on May 5, 2011, in Uncategorized. Bookmark the permalink. 6 Comments.

  1. Utena,

    Ui, estás mesmo zangada!…
    E não é que acho que tens razão?! Entrámos numa “roda livre” de desânimo(?), de ter pena de nós, de “lamber as feridas” e?…
    E, essencialmente, de não nos sabermos respeitar, não só enquanto povo, mas enquanto indivíduos singulares.
    Telejornais, revistas, jornais, etc., deixei de ouvir, ler, olhar, sequer!
    É de facto, inqualificável este “pôr em bicos de pés”, este querer ser o primeiro. Não importa ser o melhor, importa chegar à frente!
    O nosso PM? Ah, pois! Vamos ter mais uma dose, não tenho qualquer dúvida.
    Beijinho.

    Like

  2. Teresa,
    Não estou zangada apenas desiludida… com esta gente de brandos costumes, esta cambada de guerreiros reformados que só sabem “botar faladura” mas nada fazem nem por si nem pelos outros.
    Quando ao PM, essa é igualmente a minha desconfiança…
    Beijinhos

    Like

  3. Olá!
    Pois é…somos um povo que só sabe chorar as desgraças, invadido e massacrado por notícias futeis…Não se promove nada de positivo, só as desgraças são noticia…Quanto aos políticos, todos dizem fazer o trabalho de casa, mas chegam lá e só fazem merda…Em 37 anos governaram os seus interesses e esqueceram que têm um País para governar…
    Beijinhos
    JP

    Like

  4. Selo para ti no meu blogue…Porque sim!Aceitas?Beijinhos e obrigada*

    Like

  5. JP,
    Bem vindo antes de mais.
    Sim apontar o dedo ao outro foi onde esta cambada de idiotas se formou.
    Quem se lixa é sempre o mesmo mas também é bem feito… temos tendencia a reclamar mas ter acções e fazer algo que evite isso?
    UI dá muito trabalho.
    Beijinhos

    Like

  6. Rosinha,
    Então não haveria de aceitar?
    Vindo de ti e tudo?
    Obrigada passo já por lá
    Beijoca

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: