Não entendo… nem aceito

Existem certas coisas no nosso comportamento que nascem connosco… como se de um atestado de qualidade duvidosa ou não se tratasse!
Uma das coisas que penso que vêm de fábrica como um produto de origem para mim é a capacidade inata que todos temos uns para uma coisa, outros para outra!
Falo por exemplo na capacidade de ser actriz, de escrever, de ser bom em números… em musica… na mentira! Todos temos uma ou mais capacidade em nós que é inata… que fazemos sem a mínima dificuldade… sem o menor esforço.
Outras adquirimos com a vivencia… com a vida! Por exemplo a minha capacidade de ser cabra quando a vida me puxa o tapete e de ter me conseguir levantar sempre… mesmo quando a pancada me deixa zonza e com o estômago revoltado! Foi aprimorada com as dificuldades e os “acidentes de percurso” que encontrei na vida!
Engraçada essa dificuldade ou falso pudor que se sente quando digo sim sou cabra e com muito gosto! Não vaca… vacas são reles… falsas… submissas e ruminantes!
As cabras são agrestes… enfrentam as dificuldades as marradas e dizem tudo como os malucos doía a quem doer! Sem falsos sentimentos de pena… sem passar a mão pela cabeça!
Não o faço… digo a verdade! Sempre! Nua… crua… desprovida de confetti cor-de-rosa para ser mais fácil de ser engolida! A seco! Mas um segredo? Tenho sempre um copo de água á mão para ajudar quem me procura e quem não esta a espera de soluções enganosamente fáceis!
Depois temos os valores que aprendemos, quando somos suficientemente espertos para isso, de quem nos educa… de quem nos orienta na vida!
A nobreza de carácter… a capacidade de trabalho… a educação… o volume da voz… o comprimento dos passos… a postura numa conversa! Tudo se aprende observando quem esta do nosso lado amparando os nossos primeiros trémulos passos…
Tudo isto faz parte do que somos… tudo completa o pacote que se integra melhor numa ou noutra prateleira!
Alguns dos seus complementos posso não gostar… muitos critico… mas a verdade? Quase todos… aceito!
Aceito como exijo que me aceitem a mim… que não sou nem um pouco fácil de lidar! Que poderia encontrar em mim muitas vezes um meio-termo que permitisse que em tantas ocasiões a vida me fosse facilitada!
Acreditem não é fácil ser a Utena… para a própria Utena na maior parte das vezes… mas ter a incapacidade de ser engraxadora… de bajular chefias… de dizer meias verdades para animar meios humanos que vivem na carência de serem mimados e idolatrados faz com que portas se fechem e oportunidades se eclipsem! Não me arrependo! Pior… não aprendo a contornar essa minha incapacidade! Mas durmo todas as noites o sono dos justos! E isso vale alguma coisa não?
De tudo… de todas as virtudes… de todos os defeitos… de tudo aquilo que é mau para uns e bom para outros… a minha intolerância… a minha incapacidade de entender e até de controlar o meu feitio quando me deparo com ela é a facilidade com que as pessoas um dia são uma coisa e no outro dia… outra!
Levando isto ao cumulo do exagero e do ridículo não consigo entender como é possível para algumas pessoas na segunda gostarem de lasanha e ser o seu prato favorito e na terça o favoritismo passa para Migas com pasteis de bacalhau…
A capacidade que tem de mudar de personalidade, de atitudes, de ideias… de forma de agir é tal que muitas vezes me deixam com falta de ar… com sintomas claustrofóbicos…
È difícil para mim engolir isso… é difícil segurar a cabra que habita em mim e que faz questão de me lembrar com uma precisão irritante… frases ditas… atitudes tomadas… promessas assumidas… que se evaporam no ar como se fosse uma parte do ciclo da água… inevitável e necessária…
Porque hoje é uma coisa e amanhã é outra… total e completamente diferente!
Não consigo entender… e eu consigo entender quase tudo… mas para mim não se muda posturas com a mesma naturalidade com que se muda a roupa interior depois de um banho no fim de um dia de trabalho…
E quando isso é uma característica cada vez mais comum do mundo que nos rodeia… deixa-me agoniada… triste! Irritada e com muito pouca paciência para lidar com isso!
Porque eu sou sempre eu caramba! Sou eu de segunda a segunda… em cada hora do dia!
Posso ser cínica… fria… sarcástica! Posso ser briguenta… resmungona… ofensiva em certas tiradas!
Mas estou presente sempre! Nos bons… nos maus e até nos momentos assim-assim! Sempre igual… sempre fiel! Sempre…sem ses ou porquês! Sem perguntas e sem julgamentos!
Será assim tão difícil ser assim! Único no que se é!
Porque eu não consigo imaginar o trabalho que dá estar constantemente a mudar para puder agradar a Gregos e a Troianos convencidos que nos estamos a ajudar a nós… quando no meio desta merda desta salada russa… perdemos todos! Saímos todos magoados… ofendidos e pior que tudo… desiludidos!
Arre gentinha complicada!
Advertisements

Posted on June 14, 2011, in Uncategorized. Bookmark the permalink. 24 Comments.

  1. Utena dear, isso é bem verdade, se tentarmos agradar a Gregos e Troianos acabamos infelizes. Na minha opinião, é impossível agradar a todos. E também é verdade que pessoas com personalidade própria (seja com o bom e o mau) são cada vez mais difíceis de encontrar. Parece que é mais fácil ser-se piolho; andar pela cabeça dos outros. 😉

    Beijo grande* 🙂

    Like

  2. Entendo a tua irritação…porque a mim, também me enerva. E há uma coisa que para mim, é fundamental: coerência. Nos actos, nos atitudes, nas palavras.
    Qualidade rara, nos dias que correm.
    Beijos

    Like

  3. Olivia,

    É caso para se dizer venha dai o Quitoso… =)

    Beijo grande

    Like

  4. Ana,

    A verdade é que se perde muito tempo a tentar agradar e ser o que os outros querem e não o que realmente sabemos ser!

    Beijinhos

    Like

  5. Este texto podia ter sido escrito por mim, aliás tenho alguns parecidos… É um peso sermos nós pois, nen tentam aceitar e muito menos compreender!

    Like

  6. Temos de agradar a nós mesmos 😉

    Like

  7. Pink,

    Ser verdadeiro, único não trás amigos como bem sabemos!
    Mas somos como somos e isso é o que conta

    Like

  8. Especialmente.

    Sem dúvida.

    Beijo

    Like

  9. Eu detecto isso com alguma facilidade naquelas pessoas que, em conversa casual quando dão uma opinião e nós outra diferente, tentam subtilmente mudar a delas, como que para se chegarem a nós de uma forma completamente falsa.
    O que eu embirro com isso!
    Só para dizer que te entendo!
    Bjinhos

    Like

  10. Olá querida *

    Quero-te convidar a visitar o meu recente blog de venda de bijuteria vintage:

    http://www.bijouwithlove.blogspot.com

    Beijinhos 🙂
    Marisa

    Like

  11. Eu acho que sou como tu mas olha que não ganho nada com isso…Cada vez me desiludem mais!Eu até já tentei mudar mas não consigo,é anti-natura.Beijinhos*

    Like

  12. Já sabes a minha opinião:)

    Gosto destes teus streap teases:) Haja quem o valorize…Melhor: que o reconheçam:)

    Parte do errado está aí:)

    Like

  13. Não mudes NUNCA NUNCA NUNCA!!! Detesto as pessoas que descreves sonsas, hipocritas, falsas!! Antes todos fossem como tu, pessoas com caracter, determinadas, com principios morais!!! O mundo seria melhor!!
    bjss,
    OlgaM

    Like

  14. Pois!

    Já me tinha apercebido que és uma espécie em vias de extinção!

    E as extinções são sempre dolorosas.
    Beijinho.

    Like

  15. Irritada… depois de este excelente texto.)?!
    Bjo

    Like

  16. Temos que ser nós próprios…sempre!

    Like

  17. Coisas de feltro,
    Cada vez mais isso acontece… por necessidade… por medo… porque não sabemos ser quem somos!
    Falta caracter… e isso é que assusta

    Like

  18. Marisa,
    Obrigada pelo convite irei visitar sim com todo o gosto
    Beijinhos

    Like

  19. Cacarol,
    Pessoas como nós nunca ganham.
    Não mudes… és especial assim mesmo
    Beijos

    Like

  20. M,
    Começo a conhecer sim… acho que o problema esta em recearem-no… porque?
    Isso gostaria eu de saber

    Like

  21. Olga,
    O mundo é como é… a mim basta-me saber que estas desse lado e que gostas de mim como sou
    Beijos enormes minha amiga

    Like

  22. Teresa,
    Existe muita coisa em vias de extinsão… bora protejer a especie?
    =)
    Beijinhos

    Like

  23. Álvaro,
    Sempre uma palavra simpatica e um doce elogio…
    Irritada?
    Não apenas cansada
    Bjo

    Like

  24. Nokas,
    Isso seria de facto o ideal

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: