Quando uma janela se abre

Gosto dos meandros que tem a vida… das mudanças de direcção que somos obrigados a fazer para conseguir acompanhar as alterações que vêm sem aviso e nos deixam momentaneamente sufocados e aturdidos.
Nada na vida é fácil… nem aparece como se de um paraíso se tratasse que estivesse ali a espera de ser colhido… tudo o que ela dá, reclama preço! E eu não vejo isso como uma injustiça com custo demasiado elevado… não posso, nem devo!
No entanto no decorrer de 33 anos vividos com altos e baixos… com dificuldades… muitas desilusões e poucas surpresas posso afirmar que sempre que uma porta se fecha… sempre que chegamos ao fim de uma linha e o futuro se torna enevoado… sem definição se tem aberto sempre uma janela com um trilho novo… mais ou menos luminoso.
Confesso que gosto de desafios… de terrenos áridos que necessitam de trabalho… de muita limpeza… de mais dedicação. Todos os terrenos que pisei nesta minha curta/longa vida ficaram sempre com parte das minhas lágrimas… do meu suor e sem dúvida da minha alma.
Sou assim e aprendi que independente do que às vezes se diz não se muda muito com a idade… apruma-se carácter da mesma forma que o vinho do porto apruma sabor a medida que vai passando por ele o indiferente tic-tac do tempo.
Honestamente? Tenho orgulho no meu carácter difícil… da minha incapacidade e intolerância para a incompetência… da minha falta de pachorra para a estupidez escolhida! Para o deixar andar.
Sei com a certeza de quem de estúpida e burra tem muito pouco que perco muito mais do que ganho ao ser assim. Que a minha vida seria muito mais facilitada se me juntasse a maioria e me deixasse de seduzir pelos grupos minoritários da sociedade… em geral… falo a nível profissional e pessoal.
Frases insípidas que por mais que sejam proferidas de uma forma convincente… com um subtil encolher de ombros… palavras vãs agrupadas em citações como:
“Não quero saber se não me dão valor!”… “Para mim tanto me dá como se me deu!” ou então a típica… “Caguei e andei”… Não passam disso mesmo… tentativas lançadas ao vento que formam a armadura com que me envolvo e que faz com que não desmoralize… mas que no fim… quando o dia acaba e me encontro no meu refugio secreto… nada são mais que palavras lançadas ao vento que pouco ou nenhum valor tendem a ter!
Por isso quando nos infundadas e inúmeras teias do destino alguém acorda para a realidade e dá valor aquilo que damos… ao esforço que desprendemos dia após dia… dificuldade seguida de dificuldade… quando alguém se chega a nós de uma forma mais ou menos directa e nos diz com a boca… com actos e mais ainda com os olhos que sabe o que fizemos… que acompanhou o trilho que traçamos e que sabe que aquilo que colheu se deveu ao suor que lá deixamos… que ao acompanhar as dificuldades do nosso lado sabe que o sucesso se deveu a esforço partilhado e que por isso mesmo não usufruiu dos elogios só mas que os sabe partilhar faz com que nos sintamos como se tudo valesse a pena por mais pequeno que o gesto possa ser.
Por isso depois de um tempo em que me senti a cair em queda livre… com a sensação de que me eram retirados pontos de apoio onde pudesse descansar por uma ínfima parcela de tempo isto é como se trata-se de um parapente que me foi atirado e me faz descer suavemente aproveitando por um momento a leveza que podemos sentir no ar…
Por isso vamos então escancarar a janela… observar o trilho… absorver o que se avizinha… e saltar por ela dando as boas vindas aos desafios que por ai vêm…
E mostrar mais uma vez que com esforço, coragem e determinação poucas coisas são aquelas que não se consegue resolver e alcançar!
Acompanham-me? =)
Advertisements

Posted on June 30, 2011, in Uncategorized. Bookmark the permalink. 16 Comments.

  1. Existem coisas difíceis de realizar, impossíveis não existem, pois tudo é possível, com esforço, entrega, se existir paixão, crença, somos capazes de tudo, basta olhar para o Amor, somos capazes de matar, como somos capazes de perdoar, não podemos desistir apenas porque nos dizem que não podemos.

    Eu ao longo destes 36 anos, que nasci com alguns problemas físicos, que abdiquei de fazer grande parte das coisas que amava fazer, não desisti, apenas mudei as perspectivas, deixei de fazer o que amava, passei a fazer o que não amava, mas da forma como vivia quando fazia o que amava, hoje sou uma peça num tabuleiro de xadrez que raramente sai do tabuleiro, todas as peças mudam, eu continuo ali de pedra e cal, porque um dia eu pensei que poderia ser o Rei da minha vida e assim sou e continuarei a ser, e quando me dizem que é impossível, não desisto, luto, vendo cara a derrota, é esse o meu lema, nunca desistir..

    Like

  2. Sim, estou contigo…. escancaremos a janela, vamos abri-la de par em par…..
    «Com esforço, coragem e determinação poucas coisas são aquelas que não se consegue resolver e alcançar!» Nós podemos tudo, conseguimos tudo o que quisermos e me que acreditarmos…e trabalharmos para isso :-)))
    Força amiga, continua assim e a escrever assim 🙂 Adoro ler as tuas palavras, sempre 🙂
    bjs
    OlgaM

    Like

  3. Anónimo,

    O mais importante é isso mesmo… dar a volta, prosseguir com os sonhos e acreditar na vida e em nós.
    Ser capaz de amar o que somos com a liberdade que nos dá a vida.
    Porque tudo têm forma de ser resolvido é só lutar por isso… e saber que nada se faz num dia… mas tudo se conquista eventualmente.

    Like

  4. Olga,

    A beleza das janelas é saber que se pode atingir o que nos mostram.
    Obrigada pelos comentários sempre tão atenciosos amiga.
    Beijinho

    Like

  5. Sim, e não ter medo, arriscar, porque é disso que a vida é feita… de riscos… e de desvios, como falas, de encarar o que o destino nos dá….. e quando for mais dificil, temos sempre os nossos amigos, os nossos refúgios das tempestades….. mas sem elas não daríamos valor à bonança… bjs e resto de tarde boa 🙂 abre a janela para entrar o fresco da vida 🙂
    OlgaM

    Like

  6. Olga,

    Está sempre escancarada…E tu que já me conheces sabes isso tão bem.
    Uma óptima tarde também para ti.
    Beijo

    Like

  7. Abrindo janelas de par em par, porque a vida se faz caminhando e sempre sem perder a esperança!! ❤ ❤ ❤

    Like

  8. Sim minha querida… e nós sabemos que ela nos traz surpresas sempre tão agradaveis
    =)

    Like

  9. Pink,

    Bora… sem medos… partilhando o que o mundo nos dá

    Like

  10. E nunca se sabe a boa surpresa de nos espera do outro lado 🙂

    Like

  11. Nokas,

    Por isso temos de manter a mente aberta e a vontade de ir a descoberta sempre.
    =)

    Like

  12. Gosto muito da forma como escreves e estou contigo! Concordo com basicamente tudo o que dizes, então vamos lá arejar a casa e deixar entrar todas as experiências, aceitar todos os desafios e com determinação, tentar pelo menos, atingir os objectivos! :)) Beijinho

    Like

  13. Utena,

    Fico muito feliz por ti.
    É sempre gratificante ver o nosso trabalho reconhecido, muito mais quando esse trabalho vem de uma lutadora que nunca baixa os braços.

    Se te acompanho? O mais possível!

    E não feches a janela, nunca!

    Beijinho.

    Like

  14. Eva,

    Agradeço o elogio… vindo de alguém que também só por si escreve maravilhosamente é delicioso receber…
    Sim vamos deixar entrar a mudança só por si já é uma lufada de ar fresco.
    Beijinho

    Like

  15. Teresa,

    Tento manter em mim a vontade de não desistir nem deixar que nada me abale… umas vezes consigo outras… nem perto!
    Mas é bom saber que nos acompanham pessoas maravilhosas como tu.
    A minha janela está sempre aberta de par em par…
    Beijinhos

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: