Descobri que o mau humor de ontem… não era assim tão passageiro

Já escrevi sobre este assunto alguns meses atrás neste texto e não mudei de opinião, aliás não só não mudei como continua a ser um assunto que me mexe com os nervos no pior de todos os sentidos.
Que eu não ando nos meus dias ultimamente já não será novidade para quase ninguém, as causas para além de serem muitas, que se entendem do massacre dos meios de comunicação que não param de criar o pânico ao Verão que resolveu andar a brincar ao esconde-esconde têm também características físicas… ando provavelmente com o pior SPM (Sindroma pré-mestrual em português) de todos os tempos conhecidos e estudados que ultimamente se possa ter sentido.
E ao contrário do que muita gente possa pensar ou imaginar não é brincadeira nenhuma quando ele ataca! Mudanças de humor repentinas… ataques de falta de paciência… respostas curtas e grossas… do pior.
Sendo eu alguém que conhece bem o meu sistema físico e psicológico sei quando estou numa dessas fases ou quando por ventura será apenas um dia mau e passageiro… News Flash? Não é um dia de cão como julguei ontem que se tratasse!
Por isso e sabendo no que me torno quando assim estou começo logo por avisar as pessoas que lidam directa ou indirectamente comigo que a maré não esta famosa de forma a evitar maus entendidos ou situações irreversíveis.
Mais tendo eu como tenho um serviço de atendimento ao público onde tenho de engolir sapos, más educações. Conversas de merda e confissões e desabafos como se me tratasse de um padre e tenho de encontrar em mim forças sobre-humanas para levar o dia a bom porto… chego como seria de esperar com muita mais facilidade ao ponto de ebulição com quem lido nos meus contactos extra-profissionais.
Portanto posso aqui dizer, sem qualquer tipo de tentativa de puxar a sardinha á minha brasa que tento evitar conflitos e confusões… tento! Uma… duas…três vezes!
Chego até a dizer a típica frase: “Não vamos falar sobre isso que não temos a mesma opinião por favor!”
Então porque raio é que me f@dem o juízo e mantém a mesma linha de conversa?
A sério? Porque? Tenho ar de saco de pancada? Acham se calhar que exagero quando digo que tenho um feitio de merda?
Mesmo com as evidencias escarrapachadas para quem as quer ver?
A sério que me ultrapassa!
E hoje lá voltamos nós a típica conversa do “Casamento… AKA filhos… AKA já estas em altura de…!”
Mesmo sabendo que é uma conversa que me deixa pior que um elefante ferido… não entendo! É o quê? Gostam de me ver virada do avesso é isso?
Melhor! Para eles viver perigosamente é tentarem levar a Utena a explodir… corajosos seriam se o fizessem cara-a-cara comigo mas isso está quieto oh moscas!
A conversa de casamento… filhos… já enjoa… chega!
Não conseguem viver a vossa vidinha e querem viver a dos outros porque? Se ao menos me pagassem as put@s das contas ainda entendia!
E depois é sempre a mesma conversa de caracácá:
“Mas estás sozinha porque? Que desperdício! Nem um filho tens! Se eu fosse eu caçava-te e ias ver como ias ser feliz com alguém do lado! Não sentes falta? Ainda não sentis-te necessidade de constituir uma família? Uma cara laroca como tu?”
WTF???
Mas está tudo doido é isso?
Espera deixa ver se entendi.
Se eu fosse feia… já não havia problema eu não querer ter filhos será isso?
Melhor… eu não tenho voto na matéria… caçavam-me e eu teria que agradecer por me terem dado um propósito na vida … certo? E querem que faça isso como? Vestida de Odalisca enquanto agradeço aos céus por ter um mestre e senhor para tratar?
Ou então esta ainda é melhor… entrego-me e algemo-me a um tipo qualquer para não ficar sozinha… procrio porque pelos vistos isso é o propósito da humanidade… como o mais provável é o casamento ir por água abaixo porque não é pensado  o que faço eu? Engravido outra vez para manter um casamento de merda que é o que se vê mais por ai e depois eventualmente divorcio-me depois de ter sido encornada á força toda e ter encornado e coloco no mundo mais criança a viver em lares disfuncionais e a serem usadas para fazer mal ao meu ex ou para ele me fazer a mim!
Arranjem por favor o que fazer… não sabem nem têm tema de conversa? Oh pá falem do tempo… dos festivais que por aí andam que ninguém tem dinheiro mas que estão sempre a abarrotar!
Das férias que não existe fundo de maneio mas ninguém evita de as usufruir…
Leiam livros… façam-se sócios da biblioteca! Façam voluntariado…
Os nossos velhotes… os nossos animais bem precisam de apoio e pode ser que aí vejam a sério o que é partilha!
Eu estou muito bem obrigada! Quando tiver de casar vai ser com quem eu quero… e se possível para a vida porque para me atirar de cabeça nem quando faço Bungee Jumping… e filhos se tiver vão ser pensados e desejados… e se não os puder ter adopto que existem muitos a precisar de amor e de uma família como raramente já se vê!
E já agora algemas? Para mim? Só se forem daquelas ali em baixo!
Valha-me a Santa Agrela!

Lindas não são? E os diamantes dão o ar sedutor que lhes faltava… maravilhosas para o meu pescoço…

Advertisements

Posted on July 8, 2011, in Uncategorized. Bookmark the permalink. 10 Comments.

  1. Pelo menos fazes um aviso à navegação 🙂
    Mas porque carga de água temos de estar sempre a engolir sapos e injúrias?! Às vezes apetece mandar toda a gente dar uma volta….
    E lá vamos nós: inspira, expira, inspira, expira… conta até 100….
    Sim, conversas da treta também não são comigo, por favor poupem-me às conversas do “ainda não casaste” e etc…. sim, por favor vão fazer voluntariado… tanta gente a precisar de ajuda, tantos animais abandonados… por favor vão…. vão, ajudem, sejam utéis…. vão ver que se vão sentir bem….
    PS: adorei estas algemas com diamantes, tb quero umas destas, lol
    Adorei o teu texto, amanhã quero ler outro, lol 😛
    besitos,
    OlgaM

    Like

  2. Olga,

    As pessoas infelizmente ainda se prendem a antigos parametros e ideias pré formadas de bosta!
    Eu é que não tenho de levar com elas… nem eu nem ninguem!

    São lindas as algemas não são?

    Beijinhos (Viciada)
    =)

    Like

  3. Se eu soubesse ontem o que li hoje, não teria dito um terço das burradas que digo por dia, mas se as digo, terão as suas razões, porque por mais razões que possa dar, existe apenas umas que me faz viver um dia após o outro, o facto de saber que alguém me lê com um sorriso de orelha a orelha, esperando sempre que eu dê um tiro no pé, porque o faço, porque gosto de o fazer, ser banal, igual? Já tenho a minha vida, igual a ela mesma todos os dias, o meu anseio diário, e fazer algo completamente contrário para o qual nasci, qual ravina ingreme que não pode ser descida, pode sim, não se deve, pois a cada inclinação, maior é o risco de perder a covinha no queixo, mas sinceramente, existem coisas piores na vida, e a vida sem saber a vida não é vida, se me guiasse pelo que os outros dizem, já tinha dado um tiro na cabeça, poupava os sermões e toda a porcaria, mas que ia adiantar? Que ia resolver? Nada, eu vivo a vida, eu vivo a minha vida, as opiniões de como devo viver a minha vida, simples, metam as opiniões num orifício onde não entra sol..

    Like

  4. Anónimo (não desconhecido para mim),

    Ainda bem que disseste… ainda bem que não levas a vida conforme aquilo que os outros pensam ser o correcto.
    Obrigada pela conversa ontem e pelas que temos… pelo menos a mim consegues arrancar sorrisos sinceros…
    E sabem tão bem!
    Beijo

    PS. Covinha no queixo? Eu adoro covinhas lol

    Like

  5. :)) É isso aí…finca o pé!beijinho

    Like

  6. É a tal história… temos de seguir a “manada”! temos de ser todos iguais. Temos de casar até aos 30, temos de ter filhos (entre 1 a 2) até aos 40, temos de pedir um empréstimo ao banco, temos de vestir fato e gravata porque senão não somos profissionais, temos de viver uma vida inteira para podermos comprar o maior nº possivel de coisas futeis e inúteis, temos todos de ser queridinhos e concordar com o que os outros fazem, temos de, temos de, temos de!!! É tão exasperante… E ainda temos de ouvir os comentários de toda a gente, sem os pedirmos. Custa muito aceitar que nem toda a gente sonha com as mesmas coisas? Possa! Como a compreendo, Utena! Temos que estar a levar com a peninha dos outros, ora porque não se tem namorado, ou porque se tem pouco peito, ora porque se tem pernas compridas demais, ora porque se tem isto ou não se tem aquilo… haja paciência.

    Like

  7. Ups!
    Posso entrar? Estás mais calma?
    Como te compreendo!
    Há dias que só nos saiem na “rifa” patetas, e quando querem decidir por nós a nossa vida, então aí, é a “festa completa”.
    Tenta não ligar.
    Pois, pois, o pior é conseguir!…

    Beijinho e…

    por favor, nunca deixes de ser igual a ti própria, nem que isso te traga alguns dissabores.

    Like

  8. Eva,

    As vezes tem mesmo de ser…

    Beijinhos

    Like

  9. Ana,

    Antes de mais trata-me por tu se faz favor que me fazes sentir velhota =)
    Sabes que a capacidade de não ser iguais aos outros porque sim é dificil porque a pressão é sempre muita.
    Mas mamtém-te fiel a ti mesma… isso é o mais importante!

    Beijinhos

    Like

  10. Teresa,

    Entra sempre á vontade… as portas estão sempre abertas para ti.

    Acredita que manter-me fiel a mim mesma só me tem trazido maioritariamente dissabores… mas a vida é mesmo assim!
    Segue-se em frente.

    Beijinho
    Obrigada por veres o que as vezes parece que está escondido e mais ninguem ve.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: