Daquelas merdas que me chateia

10997329_594123844022578_1275760077022815132_n

Não sou uma pessoa dada a sentimentalismos, sou como sou, não me inibo de fazer um carinho ou de dar um abraço quando sinto que quem esta do meu lado necessita dele, mas não peço o mesmo… já pedi… já tive necessidade de um carinho espontâneo… já reclamei quando não o tinha. Mudei… mudamos… já diz o anúncio do “chá gelado”.

No entanto existem certas merdas que ainda me fazem muita comichão… talvez seja eu que esteja errada…não seria a primeira vez e que o diabo me leve se será a última… erro tantas vezes… não é isso que me faz aflição. Não o que me faz “borduecha” (palavra inventada para alergia) é dualidades de critérios… os dois pesos, duas medidas…

E não se trata de ter egos massajados, de ser bajulada… já uma vez disse e repito, escrevo porque me exorciza os demónios… fotografo porque me dá um prazer do caraças! E não estou aqui a tentar esconder o sol com a peneira, se não fosse assim escrevia aquilo que sei que as pessoas querem ler (e eu sei bem o que é) … fotografava aquilo que todos acham fabuloso… na realidade eu funciono muito com a junção de Johny Walker e Activa (caguei e andei).

No entanto todos nós somos filhos de gente e só não sente quem não o é (este texto esta a tornar-se uma referencia aos ditados populares) e quando vimos o nosso trabalho sem relegado para segundo lugar… em detrimento de outro que não tem mais qualidade que o nosso… bem eu não sei quanto a vocês mas eu fico um bocado fo… fula pronto!

É quase como chegar a casa e ter dois ou mais cães e fazer só festas a um… já passaram por isso? Os outros refilam no primeiro dia… amuam no segundo… mas a partir daí já nem aparecem a porta para vos receber no terceiro… (não gostam da comparação? Temos pena… antes ser comparada a um animal que a muitas pessoas que por ai andam). Acabamos eventualmente por encolher os ombros e dizer: “olha caguei…”; “não ligo a isso…”; “não quero saber…” , mas a verdade dos factos é que é totalmente o oposto, e como animais que somos habituamo-nos a isso, criamos uma muleta que nos vai acompanhar… e com essas outras… uma colecção de muletas que nos torna frios…rancorosos… desumanos!

Mudamos o que somos, rimos do que não achamos piada, comentamos de uma forma que não sentimos… e seguimos a vida… apoiados em muletas que não nos pertencem!

Deixamos de saber dizer o que sentimos, de encarar de frente o que nos incomoda… vestidos na farda da indiferença!

É a vida é feita de muletas! Invisíveis muletas que por serem usadas, atrofiam sentimentos ao invés de os fazer desenvolverem. E depois o voltar a dar uso ao que perdemos é uma luta constante… eu sei… já passei por isso.

Não uso muletas… coxeio… arrasto-me… dou por mim a segurar-me a muros que circulam a vida que criamos… mas a muletas? Não me encosto mais!

Digo o que penso… faço o que gosto… mimo quem quero… quando quero… como quero… se no meio magoo alguém? Pelo desculpa… mas já me magoaram a mim e eu? Aprendi a seguir com isso…

Johny Walker e Activa lembram-se?

No fundo a vida é tão curta para engolir sapos… porque viver só porque sim…

Pensem nisso! E aprendam a dar valor a quem de facto merece… independentemente da graxa que alguns vos possam passar, porque sabem uma coisa? A graxa sai com as primeiras chuvas de Primavera e depois? Voltam as nódoas… os arranhões e as mazelas…

Namasté _()_

Advertisements

Posted on February 23, 2015, in Uncategorized. Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: