Coisas que me irritam (parte I)

Vamos então dar entrada a uma rubrica neste blogue e é uma rubrica porque, perguntam vocês…porque existem tantas coisas que me irritam solenemente que se as dissesse todas de uma vezes iríamos ter vários cenários:

  1. Nunca mais acabava de escrever,
  2. Nunca mais acabavam de ler,
  3. Iam cortar os pulsos com cotonetes antes de acabarem o texto
  4. Iriam constatar que eu de facto tenho um feito de … um feitio difícil chamemos assim

Por isso cá vai… As coisas que me irritam solenemente…(sinto que devia ter um gingle a acompanhar…tipo….dádádá… mas a je aqui não sabe fazer essas coisas pelo que o ideal é mantermos as coisas simples)… ou então façam a música na vossa cabeça…isso sim ia ser giro.

1. Pessoas que tomam banho em perfume:

Exagero no perfumeVamos ver se nos entendemos eu adoro perfume e sou fiel ao meu perfume, mas perfume para esconder o cheiro de falta de banho não é mau é um atentado ao olfacto alheio. Amigas água e sabão nunca foi algo aonde deva haver contenção no seu uso e acreditem em mim o perfume depois fica muito melhor na pele. Aliás despejar baldes de perfume no corpo para esconder cheiros não é só uma má ideia é um atentado à sanidade pública. E acreditem nem Jean-Baptiste Grenouille ( o herói-vilão do livro “Perfume” de Patrick Suskind iria achar que era boa ideia usar as vossas glândulas sudoríferas). Por isso não se esticam e limitem-se ao pontos básicos e quantidades certas… atrás das orelhas e pulso e vá sejamos loucas um pouco no decote. 

2. Música aos altos berros nos carros:

Musica alta no carroAcreditem em mim eu não tenho nada contra a música, aliás penso que sem ela a vida não é a mesma coisa…mais… para mim não existe música má…existe digamos que mau gosto musical…mas lá por o meu gosto não ser o teu não quer dizer nada…agora impores os teus quase como se de uma banda sonora da vida real se tratasse é que não… a minha banda sonora escolho eu na cabeça, e acredita que o Tico e o Teco já andam baralhados demais para ainda os pores a dançar com o “Chupa do Zé da Esquina” ou o “Roça Roça do Manel da Encruzilhada” e não é que eu tenha algo contra isso…longe de mim… mas vamos pensar desta forma…eu também adoro o cheiro da maresia e nem por isso coloco a tua cabeça dentro de água salgada até parares de estrebuchares pois não… e bem que merecias…pensa nisso e sabes aquele botão que tens no auto-radio…minimiza lá isso!

3. Educação (ou falta dela)

Falta de educaçãoHoje em dia existem palavras que já ninguém usa… questiono-me se terão passado a ser taxadas e ninguém me avisou…Palavras como “desculpa“, “obrigada” ou mais básicas ainda como “Bom dia/Boa noite” andam ausentes do nosso dicionário e eu questiono-me porque… custará muito a taxa? Deixaram de ser usados com o novo “aborto ortográfico”?… O mais assustador ainda nem é isso… é o facto de que quando somos educados com alguém não só não sabem como agir como ainda se sentem intimidados…duvidam? Vejam este caso que aconteceu comigo…ontem ao sair de casa estava um rapaz a colocar publicidade na caixa do correio e como espirrou… eu disse “saúde“…simples certo?…E básico… O certo seria o rapaz agradecer, sabem o que disse? Desculpe… a sério? Num mundo onde já nem a educação básica existe como querem que melhore?

4. Filhos que mandam nos pais.

Crianças_paisDeus quando faz as coisas faz bem feita e deve ser por isso que eu não tenho filhos porque verdade seja dita se um filho meu sonhasse em mandar na minha vida ou em comandar o que eu faço ou o que eu deixo de fazer levava uma “cocada” tão grande que os meus bisnetos ainda a iam sentir. Não entendo como hoje em dia os pais vivem em função do que os filhos querem… ele é o Panda em vez do telejornal…os doraditos em vez de comida a sério… as compras de roupa só se os mandarins quiserem… questiono-me quando foi que fomos invadidos por uma qualquer “twilight zone” e eu distraída como sou não dei por isso…Utena Maria tanta mania tens tu que és observadora e depois dá nisto

5. Donos que não apanham os presentes dos seus animais

CãoNão existe ninguém no mundo que goste mais de animais que eu…poderá existir quem goste igual, não digo que não…mas mais que eu não existe. Agora lá por eu gostar de animais não quer dizer que goste que os donos os larguem para irem fazer as suas necessidades enquanto fingem que estão a ver a sujidade que têm entranhada nas unhas e fingir que não reparam que os pequenos estão a tratar daquilo que a natureza tem de mais normal. E mais irónico não é isso é serem os primeiros a reclamar quando enfiam o pé na merda que existe por esses passeios fora… eu por mim que sou exagerada peço sempre que caiam de boca aberta em cima dela que é para ver se acordam para a realidade e como ainda é proibido ser eu a empurra-los fico sempre a espera da providencia divina…

E pronto por hoje é tudo,encerramos a nossa rubrica com a promessa de voltarmos em breve… dádádá… vá não achavam que o gingle não ia aparecer outra vez no fim pois não?

Namasté _()_

Advertisements

Posted on May 1, 2015, in Uncategorized and tagged . Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: