6 anos depois

imagesO Facebook essa rede social mais viciante, que a mais pura das drogas ilusórias de realidade, desenvolveu uma ferramenta, que é quase um avivador de memória à força, um grito aos ouvidos de “olha lá o que andavas a fazer a X anos atrás” que muitas vezes a única coisa que nos faz ter vontade é ter um vira-tempo e voltar atrás para que possamos nos esbofetear a nós mesmos.

No meu caso levou-me até 6 anos atrás, mais precisamente até aqui.

2010 foi um ano de mudanças, eu gosto de mudar… já diz o ditado:

Muda sempre nem que seja para pior

Se foi para pior? Não…não foi…embora estes 6 anos tenham sido anos intensos foram de uma aprendizagem constante que não mudava nem um segundo daquilo que se passou.

Aprendi a ser paciente e a saber esperar pela altura certa, perdi pessoas na minha vida…não porque a ceifeira as tenha levado mas porque na realidade não era o lugar delas na minha vida… ganhei outras… cresci!

Durante estes 6 anos passei de escrever todos os dias para não me apetecer escrever nem uma linha… até a fase que me apetecia escrever e não sabia como! Desenvolvi outros projectos onde as palavras serviam para outro efeito e durante esse novo caminho apeteceu-me deixar este… para depois voltar… devagar…baby steps… mas voltei!

Aprendi a respeitar e a ficar grata a quem me lê, porque quem diz que escreve apenas para si não o faz online… é a mesma coisa que um locutor de rádio que diz que fala apenas para se fazer ouvir…e agradeço cada pessoa que perde 5 minutos do seu tempo para ler aquilo que eu faço sair de mim… a quem partilha porque se identifica ou apenas pelo prazer de ridicularizar… já se costuma dizer:

Falem de mim… bem ou mal o importante é que falem

Mais que isso cheguei a conclusão nestes 6 anos que embora tenham muitos fdp a rondar-me a espera de me ver cair tenho muitos mais anjos prontos para me fazer levantar e isso vale tudo!

Por isso mais uma vez obrigada… e até daqui a 6 anos outra vez

Namasté _()_

58547_gr

A maioria pensa com a sensibilidade, e eu sinto com o pensamento.
Para o homem vulgar, sentir é viver e pensar é saber viver. Para mim, pensar é viver e sentir não é mais que o alimento de pensar.

Fernando Pessoa

Advertisements

Posted on September 24, 2016, in Uncategorized. Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: