Sobre o síndroma de coitadismo

15057346_212038075887176_6017606432780713984_nCansa-me o síndroma de coitadismo, exaspera-me a mania que existe de defender as minorias… de ser fácil acusar só porque sim do alto da sua autoridade que lhe dá o belo do traseiro alapado no sofá. Nunca se olha com olhos de ver, se questiona motivos, se tenta saber o que se passou, é assustador a forma como se é manipulado por imagens sensacionalistas de merda!

Salta cá para fora discursos inflamados de hippies dos anos 60, retraídos pela necessidade monetária de construir um futuro… quase que os consigo imaginar…

“abaixo a autoridade castradora das forças… viva o mediocrismo das imagens deturpadas dos oprimidos…”

é caso para citar uma célebre frase:

“Que belo parlatório… arrepiaste-me a epiderme!”

Não podia deixar de me pronunciar sobre o caso do mata-leão… não podia simplesmente porque me enerva ver a forma como se acusa um homem que apenas cumpriu o seu dever… com ideias preconcebidas de direitos e deveres e géneros e opções. É arrepiante a forma como se toma partidos, se fala sem conhecimento de causa!

Frases como:

“É racismo e xenofobia”, “Só fez isso porque é gay e brasileiro”, “Um polícia quando está a civil não pode actuar”

deixa-me a mim com vontade de distribuir mais uns mata-leões mas com uma caçadeira automática e com mira para não falhar o alvo.

Vamos ver se nos entendemos:

Ponto 1: Uma força de autoridade nunca deixa de o ser. A partir do momento que se identifica, actua com toda a legitimidade.

Ponto 2: É proibido por lei filmar uma instituição pública, assim como é contra a lei usarem a imagem de quem quer que seja sem a sua autorização.

Ponto 3: Suborno e coacção que eu saiba ainda é crime no meu país, seja ela praticada por quem quer que seja.

Ponto 4: Eu vi o vídeo, aquilo é mais fita que outra coisa, tivesse o sujeito ficado quieto em vez de continuar a filmar a língua agarrado qual libélula ao balcão não tinha de ser acordado a bofetada.

Em resumo:

Ele podia até ser um índio arraçado de pigmeu por parte do pai e lavrador por parte da mãe que para mim era igual, foi incorrecto e ofensivo, resistiu a autoridade e isso é irrefutável fossem vocês a serem ofendidos e teriam querido que tivessem ido em vossa defesa.

É preciso que nos deixemos desta mania de sermos políticos de bancada, comentadores de batata frita principalmente quando se desconhece os factos e muito menos as pessoas envolvidas.

E antes que me venham para aqui com o vosso livro de bons costumes, deixem que vos diga que conheço o dito santo que defendem com argumentos do género:

“Eu vi o perfil do senhor e ele é inofensivo”

O senhor inofensivo tem um processo em tribunal por agressão a uma colega com um bisturi, além de outros antecedentes igualmente simpáticos.

Aprendam nem toda a minoria é oprimida e nem toda a autoridade abusa da força, e vocês? Se defendessem causas verdadeiramente importantes com a força com que acusam e julgam as pessoas em praça pública teriam muito mais a ganhar.

Namasté _()_

Advertisements

Posted on May 11, 2017, in Uncategorized. Bookmark the permalink. 6 Comments.

  1. Este caso está a fazer-me lembrar do caso do agente da PSP que matou o menino que foi para o assalto com o pai, e que o pai o escondeu na carrinha que estava a fugir … coitadinho do pai da criança que além de estar a ensinar a arte ao filho, ainda com a morte da criança exigiu uma indemnização ao agente … é estranha esta nossa justiça que não protege quem nos protege , quem coloca a sua vida em risco para salvaguardar a nossa.
    A César o que é de César, um grande bem haja para este polícia.

    Liked by 1 person

  2. Concordo consigo (o arruaceiro) no dia seguinte já aparece de óculos a fazer pose (deve achar que é famoso) a dar entrevistas! Só espero que o GNR não seja castigado! Só se perderam as que caíram no chão! E foi pena ninguém ter tirado o tlm e apagado a exibição!

    Liked by 2 people

    • Porque o arruaceiro como bem chama quer fama e aparecer. Quem o conhece sabe o que a casa ganha. E verdade seja dita o policia até foi bastante simpático devia ter lhe dado uns calducos extras para ele abrir a pestana.
      Bem vinda Teresa e obrigada pelo comentário

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: