Objecção de consciência ou falta de responsabilidade?

pinup1Não, não sou daquelas que acha que as mulheres, para serem mulheres têm de ter filhos, da mesma maneira que não acho que um homem para ser homem tem de ir a tropa.

Uma coisa não implica a outra, mas também não sou contra a ida à tropa… não acho que isso incite a parte agressiva da testosterona masculina, nem acho que faz com que as mulheres virem machonas… é o que é.

Tenho visto a polémica ser instaurada nas redes sociais nos passados dias… “a ida a tropa passa a ser obrigatória”… como se de um momento para o outro tivesse sido anunciada a 3ª guerra mundial… mas só de opiniões… acho que a malta hoje em dia assanhasse por tudo e por nada.

Li as opiniões contra e a favor…concordei com umas, fiquei de queixo caído com outras e no resumo? Cheguei a conclusão que ou as pessoas não entendem o significado de ir à tropa ou gostam mesmo é de fazer tempestades em copos de água… dos pequenos… aqueles de licor…

Sou a favor de ir à tropa, não apenas os homens, mas em ambos os sexos… sou a favor da igualdade, do sistema de valores, da aprendizagem pelo trabalho de equipa. Sou a favor de se saber na pele qual o significado de sacrifício, de os jovens se capacitarem que o lema de “um por todos e todos por um” não é apenas uma frase escrita por Alexandre Dumas, de aprenderem o sentido de camaradagem…

E acreditem que sou contra a guerra, contra conflitos armados, mas dizer que a ida obrigatória à tropa implica uma guerra, perdoem-me é só estúpido. Não são os tropas que fazem as guerras, são os dirigentes… os presidentes dentro dos seus escritórios com comodidades e ar condicionado que accionam interesses e usam a seu bel-prazer da vida de homens e mulheres que tem na mente apenas a protecção da pátria e dos seus compatriotas…

Faz falta a um país a protecção das forças armadas, terrestres, áreas ou marítimas… são eles e não os políticos que defendem as fronteiras, as pessoas… os bens… os direitos. São eles que mesmo contra os conflitos armados, a favor da paz, entregam a sua vida para que possamos viver em liberdade… e são estes homens e mulheres que estão dispostos a ensinar a geração futura este tipo de valores… por isso antes de os criticarem… de os acusarem… lembrem-se que acima de tudo são eles que estão dispostos a largar tudo, para defender aquilo que dão por certo, mas que na realidade é tão efémero… a nossa liberdade.

Namasté _()_

 

 

 

Posted on August 3, 2018, in Uncategorized. Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

OMNIA IN UNUM

Trilhos definidos em horizontes indeterminados. Blog pessoal de Paulo Heleno

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

O estranho mundo de Dom

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.

%d bloggers like this: