Semana 38 de 52

14440697_1543762632307918_3888595338399248636_n

Aprendi através da experiência amarga a suprema lição: controlar minha ira e torná-la como o calor que é convertido em energia. Nossa ira controlada pode ser convertida numa força capaz de mover o mundo.

Mahatma Gandhi

Foi basicamente isso… uma semana de aprendizagem

Namasté _()_

6 anos depois

imagesO Facebook essa rede social mais viciante, que a mais pura das drogas ilusórias de realidade, desenvolveu uma ferramenta, que é quase um avivador de memória à força, um grito aos ouvidos de “olha lá o que andavas a fazer a X anos atrás” que muitas vezes a única coisa que nos faz ter vontade é ter um vira-tempo e voltar atrás para que possamos nos esbofetear a nós mesmos.

No meu caso levou-me até 6 anos atrás, mais precisamente até aqui.

2010 foi um ano de mudanças, eu gosto de mudar… já diz o ditado:

Muda sempre nem que seja para pior

Se foi para pior? Não…não foi…embora estes 6 anos tenham sido anos intensos foram de uma aprendizagem constante que não mudava nem um segundo daquilo que se passou.

Aprendi a ser paciente e a saber esperar pela altura certa, perdi pessoas na minha vida…não porque a ceifeira as tenha levado mas porque na realidade não era o lugar delas na minha vida… ganhei outras… cresci!

Durante estes 6 anos passei de escrever todos os dias para não me apetecer escrever nem uma linha… até a fase que me apetecia escrever e não sabia como! Desenvolvi outros projectos onde as palavras serviam para outro efeito e durante esse novo caminho apeteceu-me deixar este… para depois voltar… devagar…baby steps… mas voltei!

Aprendi a respeitar e a ficar grata a quem me lê, porque quem diz que escreve apenas para si não o faz online… é a mesma coisa que um locutor de rádio que diz que fala apenas para se fazer ouvir…e agradeço cada pessoa que perde 5 minutos do seu tempo para ler aquilo que eu faço sair de mim… a quem partilha porque se identifica ou apenas pelo prazer de ridicularizar… já se costuma dizer:

Falem de mim… bem ou mal o importante é que falem

Mais que isso cheguei a conclusão nestes 6 anos que embora tenham muitos fdp a rondar-me a espera de me ver cair tenho muitos mais anjos prontos para me fazer levantar e isso vale tudo!

Por isso mais uma vez obrigada… e até daqui a 6 anos outra vez

Namasté _()_

58547_gr

A maioria pensa com a sensibilidade, e eu sinto com o pensamento.
Para o homem vulgar, sentir é viver e pensar é saber viver. Para mim, pensar é viver e sentir não é mais que o alimento de pensar.

Fernando Pessoa

E é isto

14433076_1543633525654162_2726582362723926303_n

Farta dos politicamente correctos, os medrosos da sociedade que se escondem por detrás da dúvida e da falsa simpatia que vale menos que zero.

Cansada dos que erram e não assumem e porque não assumem tendem a vestir uma capa de austeridade e autoridade que de tão ridícula seja a ser engraçada… e dos que amuam quando são chamados à realidade de uma vez só para que batam com os cornos no chão e acordem para a vida!

Farta dos merdosos que encontram nas suas falhas maneira de as atirar aos outros porque é mais fácil… porque aprenderam que na vida por manhas e artimanhas é sempre mais fácil levar a água ao moinho!

Cansada de ter de ponderar, de refrear, de aligeirar porque o que digo “pode parecer mal” ou magoar alguém… mas mais que isso farta porque em pleno Séc. XXI desaprendeu-se a viver!

Detesto, de saída, quem é capaz de marchar em formação com prazer ao som de uma banda. Nasceu com cérebro por engano; bastava-lhe a medula espinhal.

Albert Einstein

Namasté _()_

Have a Blessed Mabon

14393444_1237718082929640_253187013_o

Tanto se pode falar do Equinócio de Outono eu apenas posso referir que é o meu favorito! Gosto da cor com que fica o céu e do pintado que a natureza dá as folhas… gosto de passar horas a ver o desenho que fazem enquanto vão caindo ao chão e adoro sentir mais que ouvir o seu estalar por debaixo dos meus pés enquanto caminho na rua. Adoro o cheiro no ar, o começo do frio que se infiltra nos pulmões… o aroma das castanhas! O pregão nas ruas!

São quentes e boas🙂

Fase ideal para cura, harmonia, amor e protecção às pessoas que amamos.

Bem-Vindo! Que venhas por bem.

Namasté _()_

Semana 36 e 37

14333206_1217737654954377_3413798188274667969_n

Antes tomávamos atenção aos políticos e riamos dos comediantes, hoje ouvimos com atenção os comediantes e rimos dos políticos

Autor desconhecido

Já não me lembro bem de onde e quando foi que li ou ouvi esta frase, mas a verdade é que cada dia que passa mais me convenço que ela faz todo o sentido!

Desde de que o “senhor moreninho” usurpou uma cadeira que não lhe pertencia à revelia dos idiotas que ainda votam neste país, têm sido um circo de horrores, aliás considero que estamos à escala do “American horror story”  e ainda não entendi porquê que a “Gaga” não nos usou como inspiração.

Os “puppeteers” de serviço são sempre os mesmos, meninos mimados com ideias que percebem de politica enquanto vão manipulando os fios dos fantoches a seu bel-prazer e destruindo a vida de quem tanto luta todos os dias para sobreviver.

Se por um lado temos uma ideia de viagem ao Inferno (Dante está neste momento as voltas no caixão) por outro temos alguém que o manda caçar pokemons (e no meio disto anda tua a volta dos gambuzinos), como se não bastasse a tragédia que aconteceu nos Comandos (os meus sentimentos as famílias), que sabem bem ao que vão, e, muito bem estão eles agora, deviam ter ido no tempo do meu pai e obrigados ainda por cima, temos à abecula de serviço a querer extinguir com uma força que nos deveria orgulhar e não envergonhar (vergonha tenho eu por aquela besta ser portuguesa e mulher… deixassem-me sozinha com ela numa sala fechada e eu apresento-lhe uma verdadeira tragédia… grega… em 3 actos)

Como se não bastasse temos a fedelha com problemas de afirmação que não dá uma para a caixa mas que ainda não ouve uma pessoa que lhe tenha feito aquilo que o paizinho (eu compreendo que enquanto andava em assaltos era complicado estar em casa a educar a pequena) que é baixar-lhe as calças e dar-lhe naquele “nalguedo” até ficar a pachos de vinagre… e o bem que isso não lhe fazia!

Eu até compreendo que tenham medo das instituições, que a boa educação não lhe abunde e que a vergonha na cara seja para elas algum hit dos anos 70 mas tanta estupidez junta deixa qualquer santo  de cabeça perdida… eu juro que consigo imaginar que até o JC está neste momento a ponderar dar-lhes com a coroa de espinhos na tromba!

Depois temos o regresso as escolas, e ao bullying e aos paizinhos que acham que é normal deixarem o carro no meio do caminho para deixaram os pequenos ao porta do colégio… lá esta apliquem a dose acima sugerida e as coisas mudam logo de figura. Já pensaram em voltarem a dar autoridade aos professores, obrigarem as crianças a irem de uniforme todos iguaizinhos (vá esta ideia até as moças de cima vão aplaudir) e quando vos pedirem um iphone 7 darem-lhes 7 lambadas na tromba… ah e em vez de mandarem os petizes ficarem calados porque querem ver a Casa dos Segredos lhes darem ouvidos, que provavelmente acabam com metade dos problemas deles em adolescentes e os nossos quando eles virarem adultos? Dá trabalho? Dá! Chama-se serem progenitores meus amigos… é uma merda mas é mesmo assim… quem não quer faz como eu e não vai para a maternidade parir… as moças ficam é sem abono… mas olha não se pode ter tudo!

Posto isto a minha semana foi de mudança de colecção… 11h de trabalho…7 dias por semana. E isso oh Mortágua chama-se trabalhar não é essa bosta que tu fazes todos os dias de manhã quando levantas o cú da cama.

Namasté _()_

Really?!

af2ff8a80879b5e133ed5d1f6e91e216

  • Quais são as cores da colecção esta estação? – Pergunta A
  • São todas mas maioritariamente o kaki, mostarda, castanhos, cinzas e bordeaux. – Respondo
  • Mas para os sapatos são os bejes e as cores claras! – Afirma A
  • Por acaso não! São mais escuros e muito vintage – Respondo na minha infinita paciência!
  • Ah não não são que eu vi na televisão que não eram! – Afirma em tom categórico!
  • Então olha vou ter de fazer uma chamada e já te falo sim? – Suspiro
  • Porque??? – Questiona
  • Porque vou ter de ligar aos meus fornecedores a dizer que são uns azelhas do aralho e que têm de mudar a colecção porque tu viste na TV que não eram aquelas cores! Já agora viste aonde? Não seria a do próximo ano?
  • Ah pois… pode ser… bem achei a roupa muito fresca para Inverno…
  • Bom é melhor pousar o telefone então!

E pronto tenho de ganhar paciência para isto…. preciso mesmo de ganhar o euromilhões!

Namasté _()_

Sobre o tema igualdade

ng1009290_435x200Antes de começar para aqui a divagar deixem-me deixar bem claro que isto é apenas e só uma opinião minha, quem me conhece e me lê já algum tempo sabe que quando começo assim um texto ele tende a ser polémico, quem não me conhece fica desde de já avisado disso mesmo. Posto isto e já com o devido aviso antecipado, sigamos em frente.

Estava eu hoje a tratar das minhas unhas, sim porque não tendo paciência para “cenas de gaja” como se costuma referir a estes cuidados, para mim alguns são essenciais, mesmo quando me remexo 50.000 vezes na cadeira quando do nada brota a seguinte frase:

Vejam lá que queriam que a senhora fizesse as unhas com um homem e ele também faz depilação

Pensei comigo mesma… Está calada Utena Maria, eu juro que devo ter de cada lado do ombro um anjinho e um diabinho, mas ninguém me tira da ideia que o anjo tende a ser pior que o diabo e quando eu vou a ver já foi, ouvi-me a mim mesma a dizer:

Eu não vejo problema nenhum nisso, quer dizer não queriam igualdade? Ou a igualdade é só para nós mulheres… somos camionistas, taxistas, serventes das obras, pilotos, presidentes (não presidentas como tende a ser dito), árbitros, porque não pudemos ser atendidas por um homem?

Gerou-se logo ali o burburinho, sabem aquele burburinho crescente… quase que se consegue ouvir as “roldanas do cérebro a girar furiosamente” enquanto pensam:

Ah eu não, Deus que me livre, não conseguia… ficar ali de pernas abertas a tirar os pelos…

Eu adoro um bom tema polémico, a sério… até me dá coceira na língua quando ele aparece, até porque modéstia a parte tenho sempre lenha para o manter acesso, rematei com:

Então e o ginecologista? A ele ainda abrem mais as pernas e é na boa?

Resposta:

Então mas ele estudou durante anos para isso, é médico… quer dizer…

Estão a ver a resposta certo?

Pera lá e vocês são amadoras? Então podem parar de me arranjar as unhas… se me disserem que a pessoa tem de ser avisada antes ainda aceito mais que isso não. Então e os homens que se depilam? Com as miudezas ao dependuro? Qual é a diferença? Eu prefiro mil vezes por exemplo um homem a fazer massagens. Tanta liberdade, tanta luta, tanto soutien queimado e agora é isto? Não é profissão para homem? Isso existe?

A resposta que obtive foi:

Ainda para mais quando saíssemos o que eles iam dizer… aquela tem pêlos ali… e menos acolá

Isso porque elas e nós como mulheres não o fazemos e ainda com maior requinte de malvadez. Certo!

Este texto todo, (eina testamento do caraças),embora real, foi apenas para abrir caminho a um pensamento, com tanta luta pela igualdade, tanto manifestação, tanto discurso inflamado continuamos presos a mesma mesquinhez de pensamentos e é isso que me deixa fula, nós mulheres a deitarmos abaixo aquilo que defendemos.

Não existe raça racional mais machista que a mulher. Duvidam?

Já não vou limitar o meu pensamento em relação a forma como as mães educam os filhinhos, muitos homens de hoje em dia são resultado da educação de merda das mães mas vejamos no trabalho, comem-se umas as outras só para ficarem bem na figura, deitam-se abaixo, prejudicam-se…vêm os homens fazer isso?

Com a história dos burkinis quem é que veio contra? Independentemente da vontade livre de se vestir como quisermos de quem partiu o maior escândalo?

Brincasse tantas vezes vezes que as mulheres só não conquistam o mundo porque não sabem o que vestir, quando na realidade o mundo já foi delas a tantos anos atrás e perderam esse poder.

As amazonas não são lenda, eram elas que partiam para a guerra e os homens ficavam a cuidar dos filhos e das hortas, porque os homens dão filhos até mais tarde… só as filhas das Rainhas poderiam assumir a realeza porque só da mulher se tem a certeza absoluta de ser progenitora não o homem… As prostituas reais (condição bastante respeitada) eram procuradas por homens de negócios a quem aconselhavam nas suas grandes decisões… perdeu-se o ímpeto de ser mulher porque na realidade nos é mais conveniente não ter de tomar decisões…

Eu por mim posso falar e assegurar que podem enviar o feminismo no cú, gosto que me abram a porta e me paguem as contas e me estendam o casaco quando está uma poça no chão… adoro ser admirada e observada porque sou segura de quem e daquilo que sou! Mulher!

E venha lá o primeiro dizer que faz melhor que eu qualquer tipo de trabalho, tenha ele o rotulo que tiver.

Namasté _()_

BTW não teria problema nenhum que fosse um homem a fazer-me depilação desde de que antecipadamente avisada, tal como não tenho problema em ir a um médico ginecologista ou ser atendida numa loja… da mesma forma confio numa empreiteira, uma taxista ou mesmo uma policia. Evoluam não como géneros mas sim como seres humanos já esta na altura não?

Semana 35 de 52 (e alguns pensamentos extra)

amigosOntem numa das minhas belas e saudosas noites de insónia, not, dei por mim em zapping pelos canais de televisão quando parei numa série, Cyber qualquer coisa, onde numa cena dizia uma rapariga para outra, quando questionada por hoje em dia só se comentar com likes e emojis:

“Hoje em dia é só corações… já ninguém se chega a frente e oferece uma bebida, um café”

Mas a realidade é que quando abordada por alguém com vontade de fazer isso mesmo o despachou à 5ª escala, justificativa? Não se deu o clik!

A série é na realidade sobre cyberbullying, que existe é um facto, e ainda mais assustador é o facto de não haver muito o que fazer para proteger quem dele sofre… mas não é sobre isso que me apetece divagar, ontem enquanto assistia a série pensava para comigo:

“De facto hoje em dia já ninguém fala… já não há contacto…já nem se comenta os posts visto que o Sr Mark até facilitou isso com corações e risos e lágrimas”

É um perigo não dormir e divagar durante a noite trust me!

O engraçado é que hoje depois de uma conversa com alguém real em ambiente virtual veio isso mesmo a baila… já não se sabe falar, discutir ideias, apresentar pontos de vista. Num mundo cada vez mais informático e acessível à informação, estamos cada vez mais desinformados… desinteressados.

Vivemos em função dos amigos, coleccionamos como fazíamos antigamente com latas e isqueiros, hoje já nem de isqueiros precisamos com as “canetas electrónicas”… quem tem mais… mais amigos…mais likes…mais seguidores…mais comentários… menos!

Menos vida real… menos partilha… menos risos sinceros… menos olhares…menos troca de ideias…Num era de partilhas em redes sociais cada dia menos se partilham momentos!

Tiramos fotos da comida, postamos frases feitas de felicidade fingida, de cumplicidade fria, deixamos de saber viver e isso é tão triste que seja a ser irónico!

Faz falta as conversas a volta da fogueira, ao som de uma viola… faz falta as criticas sussurradas entre esquinas… faz falta conversa ao vivo mas principalmente fazem falta abraços e sorrisos e olhares sentidos.

Faz falta tornarem-se inesquecíveis!

Namasté _()_

PS: A semana correu a alta velocidade, mudança de colecção trás sempre nervos e trabalho extra mas não diz já o ditado que quem corre por gosto não cansa?

Constatação

meditation-wallpaper-HD3

Velhos hábitos não custam a morrer, eles são a realidade do que somos. Logo? Tenho mesmo de voltar a meditar… é a essência do que sou e se a perder no que me tornarei?

Namasté _()_

Há dias assim…

tumblr_mhtq1hvzTH1rcsm5po1_500

O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo.

Mário Quintana

Há dias assim, dias em que nos sentimos ausentes do que somos e acabamos a recordar momentos passados do que fomos.

Sabemos que não somos recordados e que no fundo fomos riscados da vida de alguém com a facilidade com que se rasga a folha de um papel e se o deixa seguir viagem ao vento… mas acabamos na mesma com um nó na garganta quando recordamos momentos vividos com quem achamos que era insubstituível mas que na realidade apenas nos serviu para mostrar que essa palavra não existe, que não o somos na vida de ninguém e que mesmo com momentos de ausência e de aperto ela continua.

Sacudimos a poeira e seguimos, cabeça erguida e sorriso no rosto…

As vezes é difícil ser adulto.

Namasté _()_

loudness

magazine

Pseudo

Para o que der e vier!

...um mundo igual a tantos outros ... ou não !

Divas em Apuros

Um espaço de convívio para verdadeiras Divas.